EFHC - COOEPS ao longo do tempo...

Família Frei Henrique.jpg

A Idade de Ser Feliz

Existe somente uma idade para a gente ser feliz
somente uma época na vida de cada pessoa
em que é possível sonhar e fazer planos
e ter energia bastante para realizá-los
a despeito de todas as dificuldades e obstáculos

Uma só idade para a gente se encantar com a vida
e viver apaixonadamente
e desfrutar tudo com toda intensidade
sem medo nem culpa de sentir prazer

Fase dourada em que a gente pode criar e recriar a vida
à nossa própria imagem e semelhança
e sorrir e cantar e brincar e dançar
e vestir-se com todas as cores
e entregar-se a todos os amores
experimentando a vida em todos os seus sabores
sem preconceito ou pudor

Tempo de entusiasmo e de coragem
em que todo desafio é mais um convite à luta
que a gente enfrenta com toda a disposição de tentar algo novo,
de novo e de novo, e quantas vezes for preciso

Essa idade, tão fugaz na vida da gente,
chama-se presente,
e tem apenas a duração do instante que passa ...
... doce pássaro do aqui e agora
que quando se dá por ele já partiu para nunca mais!

Geraldo Eustáquio de Souza

DSC04048.JPG
DSC00128.JPG
1 (33).JPG

O Direito das Crianças

Toda criança no mundo
Deve ser bem protegida
Contra os rigores do tempo
Contra os rigores da vida.

Criança tem que ter nome
Criança tem que ter lar
Ter saúde e não ter fome
Ter segurança e estudar.

Não é questão de querer
Nem questão de concordar
Os diretos das crianças
Todos tem de respeitar.

Tem direito à atenção
Direito de não ter medos
Direito a livros e a pão
Direito de ter brinquedos.

Mas criança também tem
O direito de sorrir.
Correr na beira do mar,
Ter lápis de colorir...

Ver uma estrela cadente,
Filme que tenha robô,
Ganhar um lindo presente,
Ouvir histórias do avô.

Descer do escorregador,
Fazer bolha de sabão,
Sorvete, se faz calor,
Brincar de adivinhação.

Morango com chantilly,
Ver mágico de cartola,
O canto do bem-te-vi,
Bola, bola, bola, bola!

Lamber fundo da panela
Ser tratada com afeição
Ser alegre e tagarela
Poder também dizer não!

Carrinho, jogos, bonecas,
Montar um jogo de armar,
Amarelinha, petecas,
E uma corda de pular.

Um passeio de canoa,
Pão lambuzado de mel,
Ficar um pouquinho à toa...
Contar estrelas no céu...

Ficar lendo revistinha,
Um amigo inteligente,
Pipa na ponta da linha,
Um bom dum cachorro quente.

Festejar o aniversário,
Com bala, bolo e balão!
Brincar com muitos amigos,
Dar pulos no colchão.

Livros com muita figura,
Fazer viagem de trem,
Um pouquinho de aventura...
Alguém para querer bem...

Festinha de São João,
Com fogueira e com bombinha,
Pé-de-moleque e rojão,
Com quadrilha e bandeirinha.

Andar debaixo da chuva,
Ouvir música e dançar.
Ver carreira de saúva,
Sentir o cheiro do mar.

Pisar descalça no barro,
Comer frutas no pomar,
Ver casa de joão-de-barro,
Noite de muito luar.

Ter tempo pra fazer nada,
Ter quem penteie os cabelos,
Ficar um tempo calada...
Falar pelos cotovelos.

E quando a noite chegar,
Um bom banho, bem quentinha,
Sensação de bem-estar...
De preferência um celinho.

Uma caminha macia,
Uma canção de ninar,
Uma história bem bonita,
Então, dormir e sonhar...

Embora eu não seja rei,
Decreto, neste país,
Que toda, toda criança
Tem direito a ser feliz!!!

Ruth Rocha

1 (6).JPG
1 (20).JPG
3 (15).JPG
4 (30).JPG
4 (33).JPG
3 (51).JPG
4 (29).JPG
2 (46).JPG
FB_IMG_1468260260449.jpg
FB_IMG_1468260718905.jpg
IMG_0810.JPG
CRIM0002.JPG

O TEMPO

A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.

 

Quando se vê, já são seis horas!

Quando de vê, já é sexta-feira! Quando se vê, já é natal...

 

Quando se vê, já terminou o ano... Quando se vê perdemos o amor da nossa vida.

 

Quando se vê passaram 50 anos! Agora é tarde demais para ser reprovado...

 

Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.

 

Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas...

 

Seguraria o amor que está à minha frente e diria que eu o amo...

 

E tem mais: não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo.

 

Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz.

 

A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará. 

Mário Quintana 

f7a015b3-2abf-408d-afd2-a7f82fa18d35.jpg
84a99df9-7613-46ee-93e1-c43b014d5077.jpg
4e3ca2ac-f67f-4227-99e7-a1a38d677e27.jpg
e24c68d6-b80e-4cce-b337-40abec9e9c2a.jpg
d610370c-20ac-444d-96ea-d6297d0cc5db.jpg
1f1a1c9c-ed48-4bec-b54c-ddba4a49ec7b.jpg
534782a7-8701-4359-bd6b-6829b53163be.jpg
DSC02692.JPG
cf8e30ed-ea43-4367-a65d-74fc3a21a8a1.jpg
f1cf4919-6d2e-47be-8960-47dff0bd0f95.jpg
9d3dd9dc-2604-40c8-b41c-304d8566c6d6.jpg
e921631a-2ee8-418f-8592-21c1d9603c76.jpg
IMG_0057.JPG
39919990_1816445075136378_110549791024349184_n.jpg
006.jpg